Recent Posts

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Por ser o que é.

Assim, sem mais nem menos, talvez pela data, talvez por alguma coisa ainda sem nome, ela meio-que-(re)aparece. Simples como a vida deve ser, às 12h28min.E todo o meu mundo espera, sem ter o que esperar. Mas vive, tendo muito o que viver. E se preciso for, até acredito. Até ligo. Até digo tudo outra vez. Obrigado. E o natal vai indo embora, o verão chegou, e lá fora chove, chove!

4 comentários:

Giselle disse...

(O Giselle ali em cima é fruto da sua imaginação.
Está escrito DANI, ok?)

Eu gosto muito do Natal.
Mas gosto mais ainda de você. (:

Saudades.
Vê se não some...
(Embora eu também esteja sumida.)

Beeeeijo
=*

Giselle disse...

E eu não falei do texto. Rss

Às vezes as pessoas somem por falta de tempo, cansaço, medo e mais um milhão de motivos. Mas elas aparecem, ou reaparecem, quando a falta, a saudade e um outro sentimento, ainda sem nome, se tornam maiores, muito maiores, do que tudo isso.


Mas sei lá, só às vezes, sabe? (:

Jonathas Iohanathan disse...

Eu não gosto muito do natal. Mas achei interessante 'passá-lo' contigo e Anna, mesmo que por aqui.

(:

Verão com chuva é interessante.

a.fê disse...

Faço minhas, as palavras de Jon. E espero, um dia, poder passá-lo 'pessoalmente'.